Verificação
informe os caracteres da imagem

História do Rádio no Brasil

Foi oficialmente inaugurado a 7 de Set. 1922.
Com um transmissor de 500 watts, da Westinghouse, no alto do Corcovado - RJ, para 80 recepts.
O primeiro programa foi o discurso do Presidente Epitácio Pessoa.
A Instalaçãoo de fato aconteceu aos 20 de Abril de 1923 com Roquete Pinto e Henry Morize com a "Rádio Sociedade do Rio de Janeiro".
Sua programação era para a elite, não para a massa: com ópera, recitais de poesia, concertos, palestras culturais...
Receptores caros, importados.
Finalidade cultural, educativa e altruísta.
Mensalidades pagas para quem tinha os receptores, doações.
Anúncios pagos eram proibidos

Era comercial:

Começa na década de 30 as transformações.
Decreto n. 21.111 de 01/03/32 autorizava a 10% de sua programação ter comerciais.
O erudito se torna popular.
Contrata-se artistas e produtores.
A competição trouxe:
desenv. Técnico,
status da emissora (ibope) e
popularidade do veículo.

Época de "Ouro do Rádio"

"O impacto do rádio sobre a sociedade brasileira nesta Época, foi muito mais profundo do que aquele que a televisão viria a produzir 30 anos depois." A era do rádio,Orlando Miranda.

Nos anos 40 acontece a "Época de ouro do Rádio"
Programação mais popular, mais audiência
Surge o Ibope, dia 13 de Maio 1942
A primeira radionovela, 1942: "Em busca da felicidade"
Esportes, radiojornalismo -Repórter Esso...
O contexto da primeira guerra mundial e a copa do mundo marcaram esta época do rádio.

Chega a TV e o rádio muda:

Os artistas do rádio vão para a TV
Troca-se os artistas e programas de humor por música
As novelas e programas de auditório por serviços de utilidade pública
Busca-se a segmentação
Chega um poderoso impulso: o Transistor, em 23/12/47. Comunicação mais Ágil, ao vivo da rua, e receptores sem tomadas.
As FMs aparecem na década de 60, com muito mais músicas.